Instituto Ronald McDonald e Hyundai se unem para realizar a Campanha “Sorte Acelerada”

Isabela
Ação vai sortear carro zero km e beneficiará milhares de crianças e adolescentes com câncer em todo o Brasil.

Pela primeira vez, o Instituto Ronald McDonald e a Hyundai Motors Brasil se uniram para realizar um projeto social em prol de milhares de crianças e adolescentes com câncer e suas famílias. Lançada em abril, a campanha “Sorte Acelerada” vai sortear um carro Hyundai HB20 Nova Geração Versão Sense Modelo 2020 1.0cc.

A ação contará com a venda de 500 mil cupons no valor de R$10,00 cada. O sorteio ocorrerá no dia 09 de setembro pela Loteria Federal. Em abril de 2020, o Instituto Ronald McDonald completa 21 anos de história em prol da saúde e qualidade de vida de crianças e adolescentes com câncer no Brasil. E a campanha é mais um caminho para arrecadar recursos que serão investidos na causa da oncologia pediátrica.  

Para incentivar a compra de cupons pelo público, diversas instituições parceiras do Instituto Ronald McDonald – que também atuam em prol da causa do câncer infantojuvenil – participarão da campanha. Elas serão responsáveis por estimular e vender os cupons em todo o Brasil. 

Sobre o câncer infantojuvenil

No Brasil, o câncer é a enfermidade que mais mata crianças e adolescentes de 1 a 19 anos, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca). Com a missão de promover a saúde e a qualidade de vida de crianças e adolescentes com câncer, o Instituto Ronald McDonald atualmente é uma das principais instituições que atuam em prol da causa no Brasil.  Somente em 2019, foram realizados cerca de 95 mil atendimentos, nas 5 regiões do país, impactando 21 estados e 43 municípios.  

“Estamos muito felizes em realizar essa parceria com a Hyundai, uma empresa que entende a importância da causa e trabalha junto conosco para investir na oncologia pediátrica em nosso país. Os recursos arrecadados serão investidos em projetos para ampliar as chances de cura de crianças e adolescentes com câncer no Brasil ao nível de países com alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), como os Estados Unidos e Europa”, celebra Francisco Neves, Superintendente do Instituto Ronald McDonald. 

A chance média de sobrevivência à doença é estimada pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca) em 64%. Porém, as chances não são as mesmas em todas as regiões do país. Conforme o levantamento feito pelo Inca, enquanto as chances médias de sobrevivência nas regiões Sul são 75% e na região Sudeste são 70%, nas Região Centro-Oeste, Nordeste e Norte elas são 65%, 60% e 50% respectivamente. 

Acelere, participe e ajude a mudar a vida de milhares de crianças e adolescentes com câncer no país.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Acelere, participe e ajude a mudar a vida de milhares de crianças e adolescentes com câncer no país.